mini borboleta

Objetos na Decoração

Iluminação Artificial

Gosto de começar pela luz funcional, pois esta iluminação é importantíssima para a limpeza e higienização de qualquer ambiente.                Saber exatamente a intenção da luz que se quer obter no ambiente é fundamental.                                                                                                   Se for para a leitura, destacar um objeto, preparar alimentos, fazer artesanato, receber amigos…assim poderemos definir se o foco vai ser direto, indireto, direcionável, linear ou difuso.                                                                                                                                                                Neste aspecto podemos dividir a iluminação como Difusa, Focada, Direta e Indireta.

Iluminação Difusa: ideal para limpeza e higienização dos ambientes. É a mais simples e conhecida, sempre centralizada no teto do cômodo. Os lustres, plafons e spots em trilho são os preferidos, para esta iluminação ficar completa e de forma uniforme.

Iluminação Focada: é muito interessante nas bancadas de trabalho e tomando muito cuidado para que não seja feita sombra.                          Os abajures e luminárias são ideais para criar uma iluminação mais aconchegante.

Iluminação Direta: usada para abranger um maior espaço de claridade, usada nas mesas de refeições. Dimensionar as características dos espaços, pois se a mesa de refeições tem 1,20 de diâmetro ou se a mesa vai ter 3,20 x 1,00 se o pé direito é duplo ou não, vão ser algumas das características para se definir que tipo de iluminação deve ser escolhida.

Iluminação Indireta: muito comum em forros de gesso, a luz reflete na superfície branca e se distribui em todo o ambiente, permitindo criar ambientes mais intimistas